domingo, 25 de outubro de 2009

Odeio Fim de semana!

Bom...era para ter escrito ontem, mas minha cabeça estava dolorida e minhas costas idem...
E passei parte da noite assistindo "Quem quer ser um milhonário?" com meu baby, sim, é um filme bacana.
Agora to só em casa, e provavelmente ficarei assim até amanhã de madrugada, quando meu mano voltará do show q ele foi e meu primo provavelmente porre da Republica (praça), meu namorado?...Tá na Republica também com os amigos..e eu, na net ¬¬
Tenho muita coisa a fazer, mais em relação à festa que darei no sábado. Que provavelmente será uma puta festa, pelo que to vendo e minha expectativa não me deixará pensar ao contrário...
Tava procurando uns sons enquanto também lia umas máterias de uns blog sobre sexo e relacionamento. Na parte do sexo: "Como ser boa de cama" pelo Urso, no P.a.U. (Blog Pergunte ao Urso), bem interessante! Iria postar 10 dicas de como ser bom de cama- para homens, mas esqueci onde vi o artigo.
Então, indo para lá e para cá no mundo cybernetico, acabei esbarrando em um tal de Perreo, é como se dança Reggaeton, como eu curto dançar, mas ainda não achei alguém que dançasse comigo mesmo, eu assitia uns videos e aprendi, agora esse que postarei aqui me assustou deveras...Oh, super sensual e sexy. Fortes emoções, melhor dançar isso se não tiver namorado, claro, se eu fosse dançar com outro cara.
Oo

http://www.youtube.com/watch?v=F8Vms7bLPZc

o link do vídeo.

quinta-feira, 22 de outubro de 2009

Bem, faz tempo que não escrevo aqui, ando ocupada demais e relendo as coisas que escrevo, resolvi parar com muita coisa, como minhas intensas depressões...Resolvi ser mais alegre(?). Vejo que o inferno que faz somos nós mesmo com nossa vida...por isso decidi criar o paraíso, o meu pelo menos!
Então, como se faz?
Bem, onde tinha pendencias resolvi terminar com elas...Em geral era com meu namorado.Terminei com ele?Não, acho que conversas são melhores. Coisa que melhorou geral minha relação, aliais qualquer relação melhora com conversas francas e sinceras, nada de ficar pensando "vou magoar" e não falarei, mas deve se ter senso do que dizer ou não.

Pois é...tenho estado ocupada, ou tentado estar, "pareço ocupada mas não sou"- uma das minhas grandes verdades.
Sei que nesses tempos tenho tido momentos intensos, romanticos, sexys e apaixonantes com meu guri!
Encontrado amigos incriveis como o Neno, o Juan e o Juan e entrelaçado mais ainda alguns laços já feitos.
Assisti na MTV antes de ontem um LAB que passou todos os clipes que assistia em 2005, o que me lembrou muito minha vida e me fez pensar, "o que mudou na minha vida nesses 4 anos?". Conversando com meu primo e meu irmão, um complicou mais a vida, o outro disse que ela tava a mesmice com algumas coisas diferentes, mas nem boa nem ruim, eu to achando-a maravilhosa, tenho estado apaixonada novamente por ela...e andado surda também, meu ouvido esquerdo tá sequelado. Vi dentre os clipes que passaram o In my Head do Queens Of Stone Age, o clipe que o Marcos mandou para mim quando a gente somente se falava pelo msn, um apaixonado pelo outro...Oo
(To preparando uma festa de Halloween, sei que poderia ser contra, mas que se foda!Usamos calças jeans também e depois querem dar uma de hipocritas...Ah sim, apostei com o Rafa que ficaria 2 anos sem beber, visto que eu ficava reclamando dos amigos maconheiros e xingava os fumantes de cigarros de nicotina, então ele veio com o velho papo de: "a bebida é uma droga e é um mal também!", disse-lhe então que poderia livrar-me da bebida assim que me desse vontade e por quanto tempo quisesse, logo ele quis apostar comigo. Maltitas apostas! Odeio desafios pq gosto de aceita-los...Ele então me desafiou ficar dois anos sem beber algo alcoolico...De boa, por enquanto tá tudo certo, apenas não gosto de refrear minhas vontades.

Para finalizar um post muito firme que achei for man:
http://atoouefeito.com.br/10-coisas-pra-ser-bom-de-cama.html

quarta-feira, 9 de setembro de 2009

Reflexão

Darwin errou feio!...
Bom, postarei uma resposta a uma pergunta sobre o evolucionismo, o P.a.U - Blog do Urso, que se pode fazer todo tipo de pergunta e terá as respostas mais criativas que se pode ler em um blog atualmente.

"Ainda segundo Darwin, os mais desenvolvidos prevalecerão sobre os menos qualificados. Isso funcionou bem até existir a democracia, pois a partir deste modelo, todo cidadão tem o mesmo poder que outro, bastando votar para exercer o princípio de igualdade (...) Não perderei meu tempo procurando macacos altamente evoluídos, já está muito complicado achar humanos nesse padrão. Mas quem pode afirmar que os macacos de hoje são exatamente iguais aos da pré-história? Talvez eles também evoluíram, mas se fazem de idiotas para não serem incomodados pelos humanos...
(...)
Os meus amigos símios nada tem a provar aos demais mamíferos, não fizeram parte do Vietinã, do holocasto, das cruzadas ou de Hiroshima. Isso porque são desprovidos de racionalidade..."

Adoro o Urso \o/

terça-feira, 8 de setembro de 2009

Um pouco de informação inutil faz bem também...

Segundo a psicofisiognomia, olhando o rosto de uma pessoa você descobre saa tendência em agir mais ligada à seus sentimentos e emoções (emocional), suas necessidades (instintivo), ou suas idéias e pensamentos (mental)".

Veja algumas características:

A Testa

A altura da testa, quando comparado com as outras partes do rosto, indica a principal tendência da pessoa. Se essa for a região mais desenvolvida, ou seja, um testudo, ela será mais ?mental? do que ?emocional? e ?instintivo?

Os Olhos

Os olhos são o ?espelho da alma?, são a parte mais significativa do rosto.

  • Grandes: As pessoas de olhos grandes não têm segredo: são expontaneas, extrovertidas e mansas. Quando os olhos são grandes, quase sempre a boca também é
  • Pequenos: A pessoa que tem olhos pequenos sempre procurar observar o ambiente onde está. Pode indicar um pouco de timidez, mas nem sempre...
  • Amendoados: pessoa amororsa e talvez... FALSA
  • Fundos: Possivelmente é um caladão e observador

As Sobrancelhas

  • Unidas: pessoa ciumenta e possessiva
  • Grossas: quem tem boa saúde física e um caráter forte
  • Delgadas e ralas: tem um caráter feminino, sem muita capacidade ação. Demonstra sensibilidade

O Nariz

  • Grande: caráter forte, decidido, masculino
  • Pequeno (em relação a altura da cabeça): pessoa egocêntrica, que só olha para o próprio umbigo
  • Ponta erguida: curiosa e superficial
  • Pontudo e grande: quanta intuição...
  • Pontudo e pequeno: pessoas antenadas em coisas banais, bobagens

A Boca

Uma boca larga revela uma pessoa extrovertida, diferente de uma boca pequena, que indica que a pessoa seleciona as palavras e pensa muito antes de falar.

  • Pequena e bem formada: possível essa pessoa sabe se controlar em relação às comidas
  • Lábios grossos, carnudos: quanta sensualidade!
  • Lábio superior mais forte: falam pouco, só o necessário
  • Lábio inferior forte: A pessoa é muito intuitiva. Se for polpudinho, indica provável maior necessidade de comer e de falar
  • Lábios da mesma grossura: caráter equilibrado

O Queixo

A forma do queixo mostra se a pessoa pode realizar ou não, do ponto de vista prático, aquilo que deseja.

  • Queixos muito pontudos: nossa... quanta teimosia...
  • Quadrado e grande: caráter forte, energia e ação
  • Redondo, inexpressivo: Pessoas choronas, que não são donas de si mesmo

Os Cabelos

  • Grossos: ligam muito para o lado material das coisas e se deixam guiar pelos instintos
  • Finos: quanta sensibilidade...

"Fique a vontade meu bem Sinta vontade de ficar Não tenha pressa Quem sabe aqui é seu lugar Mas se tiver de ida Vê se não vai assim sem mim..."

Ahh, música,música, música...não sou música, até tive vontade de ser, mas prefiro apreciar do que fazer-lo. Estranho como o que a música faz com as pessoas, é como se tivesse a resposta nos versos, para uma pergunta, seja qual for ela, como for e a quem a for. As vezes só para relaxar, outras para atiçar algum sentimento seja ele tristeza, alegria, euforia, incitar o ódio ou o amor e até o sexo.
Cara, nem ia falar disso...Primeiro ia dizer na realidade, que ultimamente ando ouvindo muito a Canto dos Malditos na Terra do Nunca, por exemplo, as letras, muito tem haver com que no momento ando sentindo...
Também, dizer que fiz um conto que estou aperfeiçoando e provavelmente será uma das coisas que não mostrarei a ninguém. Aliais, nem sei...
Estou me sentindo estranhamente feliz e angustiada ao mesmo tempo, dei a meu namorado um ultimato, para ele se definir na cabeça que afinal, já vendi minha alma a ele, e que posso mais fazer?...Talvez esteja pedindo ela de volta, não quero ser de novo um coração pulsante em meio a corações de papel jogados no fundo da ultima prateleira do guarda-roupa, junto com meias sujas e algumas coisas não identificaveis (é já fui assim).
É como ele mesmo me ensinou a ser, apreciar a mim, me valorizar se for o caso. Talvez, seja melhor ser sozinha, é só mesmo. Nada desse papo de auto-afirmação inutil "ahhh sozinho nunca, solteiro"...ou sei lá como é. Claro é bom partilhar com alguém algo, no meu caso, partilho tudo, mas ele sempre acha que o tudo não é o suficiente, ou desconfia que meu tudo é pela metade.
Mas o que não entende, é que é o meu tudo e todo que partilho, não é como ele que tem coisas "pessoais" que não posso mexer ou ele me oferecer para olhar, po! Como se meus sentimentos, minha vida, meus amigos, meu corpo e minha alma não fossem pessoais! Talvez seja melhor andar sozinho...e realmente se for para ser assim, prefiro que se torne eterno tal solidão.
Difícil seria se eu não me apaixonasse por ele...e difícil será encontrar alguém parecido, foda-se, é comparo mesmo! Todo mundo faz isso,mas as pessoas são tão hipocritas de dizer que não.
É como já traçei em minha mente, temos pessoas conosco para que afinal? No meu caso é para aperfeiçoar o que eu quero, e não busco alguém perfeito, aliais, adoro os defeitos, a gente vai melhorando e se ajudando a melhorar, isso é uma das coisas boas de uma relação.
Então, se ele não está mais com vontade de ficar, para que impedi-lo de partir?

"Não que eu não queira
Sempre eu vou te amar E em cada estação Em que não puder estar Levo essa saudade Enquanto não posso te levar E no fim desse sufoco Espero contar com a sorte Se ela existe, Que só a morte possa nos separar"...

- - - -- - - - - -- - - - - - -- - - - -- - - - - - - - - - -- - - - - -- -** -------** -----**----- -- - -- - **
um poeminha que não é meu, achei em um outro blog e muito gostei.

IR EMBORA

Esse ir embora só me faz sentido
quando sequer me sei aonde vou
com meu corpo baldio já perdido
da sombra de si mesmo
como um vulto apagado
do outro lado esquecido
pelo lado em que estou.

Partir é não saber se vou chegar.
Ir apenas é tudo o que interessa.
Chegar é não partir e não voltar.
Como um rio que escoa
e seu cantar não cessa
entre as dobras do mar
com a calma da pressa.

Pode ser minha pressa de agora
minha a pressa de nunca chegar
esse jeito de amor indo embora
bem na hora do amor regressar.

Afonso Estebanez

.......*
CANTIGA DE FICAR...

Quando chego você já nem liga
disfarça e me beija fingindo agradar.
Mesmo assim, sendo tudo mentira,
eu me deito em seu colo
e me deixo enganar...

Você deixa que eu faça e aconteça
que fale da vida e do amor por você...
Mas eu sei que você não me escuta
disfarça e me abraça fingindo entender.

Já é hora de nós decidirmos
e irmos embora e parar de sofrer.
Mas se volto pro meu coração
e bato na porta,
quem abre é você...


Afonso Estebanez

(para ser sincera, deste ultimo só faltou a troca do "você" por "tu", mas aí não haveria melodia.)

segunda-feira, 10 de agosto de 2009

Nesses ultimos quatro dias....

Hoje estou feliz...
Não que não seja a maior parte do tempo, mas decidi que por uns tempos pararei de reclamar de um relacionamento que eu pareço tornar conturbado, só por não estar como gostaria que estivesse...
Esse fim de semana fora especial para mim, principalmente por minha melhor amiga estar de aniversário e ele ter se divertido como nunca o vira fazer. De primeira, na sexta fomos nós, nosso grupo multicolorido como um arco-íris ou um cristal ao sol e suas emissões de luzes de variadas cores- isso é devido sermos todos tão diferentes um dos outros, principalmente eu Oo-a um bar na beira da orla dessa cidade infernalmente quente e mormacenta, que tem noites belas e mais agradáveis, fomos lá afim de diversão,bebida e em caso de solteiros, alguma boca para agarrar.
Como era de graça para universiotários, fomos, mas como sempre abarrotado de gente, nosso grupo se disperçou, uns entraram, outros, inclusive eu, ficaram de fora. Segundo os que estavam dentro, foi ótimo,mas a noite tornou-se melhor e mais especial para mim, que estava fora. Nem amigos tão intimos como minha melhor amiga e meu namorado, que no começo por não termos entrado, travamos uma batalha enfurecida e eu gritando:

-Porra, tu queres entrar??? Então entra!...Bora então entrar nessa merda...

Nos exaltamos um pouco,mas ele ria de mim, dizia a minha amiga como gostava de me ver enfurecida, e eu ri, caimos no riso nós dois e pedimos desculpas um para o outro, e ela nos olhava como se fossemos aberrações

- Ahhhh, eu não entendo eles. -choramingou...

Nossos outros amigos também nos olhavam com certa estranheza, mas afinal, todos somos loucos, então ficamos por aí andando a procura de bebida barata, e voltamos a praça perto do bar em que os outros se encontravam, incrivelmente meu namorado se habilitou a querer jogar tacobol conosco - eu e minha amiga e uma amiga dela, que se tornou amiga...enfim...Oo
Nunca havia o visto rir tanto na presença de outras pessoas, pessoas que seriam estranhas a ele, e até de "verdade ou desafio" brincou!
Percebi que nos ultimos dias estava sendo dificil vê-lo se divertir, eu tentava,mas não conseguia, acho que ele acabou fazendo isso por mim, sair comigo e meus loucos amigos, mas valeu a pena para ele.
No sábado foi um programa mais de namorados....:X...Aliais, a noite. A tarde fiquei lendo o Eclipse, aquele livro de vampiros e talz que "tá na moda" ¬¬, bem q não é pela "moda"...gostei da história me envolveu, apesar de não ser uma Anne Ricce da vida...Mas é a intensidade que me apaixona.Enfim, não quero falar disso.
No domingo, no real dia do aniversário de minha amiga, fomos ao cinema, quer dizer...tentamos, já que todos se atrasaram...Exceto eu e meu irmão. O pior atraso foi de meu namorado, que podia ter me deixado irada, mas preferi deixar para lá...sempre fico puta com ele, apesar dele me provocar para tal. Então, tinhamos ido, todos exceto ele ao ponto de onibus, iriamos a um bar qualquer beber em comemoração, mas meu coração dizia "Ei...ele pode estar lá, vai lá ver pelo menos...qual o problema? Estamos todos atrasados"...mas o pessoal não quis ir, e insisti, argumentei, até que consegui ir, acompanhada de uma outra amiga, e ele estava lá com sua calça que odeio com um sorriso de desculpas quando me viu...Fomos então para o tal bar, mais com cara de bar do que o outro que haviam ido na sexta, já que aquele parecia mais uma boate ao ar livre que toca música regional e reggae.
Foi divertido, todo nos divertimos...Um bom fim de semana.
E hoje, comprei o Amanhecer, começarei a ler daqui a pouco, é a primeira vez que termino uma coleção, se é que terminei, mas de livros que é só o que me interessa...Agora lembrei-me de uma conversa com meu primo hoje no onibus, me vi futil, quando ele falava da Teoria de Gaia, que estamos destruindo a Terra e ela como um ser vivo respondendo está. Senti-me futil pois havia comprado o livro, estou destruindo a Terra!!!...E afinal todos iremos morrer um dia, não se sabe como nem quando, então para que comprei o livro? Tentei não pensar, mas isso me faria tão boa ou ruim como quem realmente usurpa coisas do planeta não o respeitando, como quando se derruba árvores pelo simples valor economico que representam, ou ficam perfurando a terra em busca de petróleo, e fazem carros e tecnologias cada vez mais inovadoras e mais descartaveis, para as gurias que adoram um celular, ter um mais novo a cada 6 meses...Mas eu só comprei o livro e tento ser ecologicamente correta e respeito, desde os animais a tudo que me cerca, entretanto, ainda assim me senti mal.
Mas to bem, pensei: conhecimento, ainda que só para aumentar a criatividade será bom, para mim e um futuro que vejo.

quarta-feira, 5 de agosto de 2009

No final da noite...

Quase um pouco antes do final do entardecer ele chega, fato eu estava chateada com ele, já que dissera a mim que viria almoçar comigo, e a tristeza me fez deixar de comer...Tinha pensado em realmente ficar com meu orgulho ferido e deixar a raiva tomar-me, mas só de ver aqueles olhos castanhos fico atordoada e qualquer raiva me passa, ou sentir a pele dele ou ouvir a voz...mas no fundo aquela revolta amarga coçando a garganta...
De certo que nossa noite não começou muito boa, pelo menos para mim, sempre a incompreensiva e revoltada por nada e eternamente orgulhosa namorada enjoada...mas ele além da preguiça e da teimosia, tornou essa uma das noites mais tolamente especiais a mim.
Tinhamos ido a locadora, alugamos um tal de Ninfomaniaca, um filme bem tosco, não é erotico, mas falava de uma mulher casada q transava com todo cara q tivesse afim,não terminamos de ver pois o filme de tão ruim deu pau no dvd.
Então partimos para o segundo filme: 007 contra alguém que sempre quer mata-lo, não gosto dos filmes do 007, não me causam realmente emoção e muito menos vontade de assistir, mas fiz uma forçinha, "afinal hoje é aniversário do M." pensei, então nos embreagando com vinho e como tira- gosto (?) brigadeiro de panela, ficamos assistindo, entretanto, o pedido dele de presente para mim não pode ser negado...Digamos que por ontem ele ter me "rejeitado" mais de forma de brincadeira do que outra coisa, me senti amargurada e disse "1 mês sem sexo"...mas é meio que impossível ficar sem "brincar" com ele, digamos atração fatal mesmo...ainda que seja bem mais profundo que isso, não me vejo nos braços de outro alguém...e nem tenho vontade de estar...Oo
Tá...então não vimos o tal do 007, preferimos ficar brincando entre os lençois e meu vestido de crepe vermelho...(que deixou minhas pernas estranhamente claras demais)...O terceiro filme que alugamos, foi Crepúsculo, que era só pra eu assistir, visto que sabia que ele iria ficar falando dos personagens do filme,sendo que ele tinha me dado o livro "Para que tu voltes a gostar de ler"...
Nem sei se lembro de ter contado isso, mas foi pq não conseguia ler nada, me concentrar em nada para ler, sendo que é uma das coisas que mais gosto de fazer, pq esse maldito livro estava em tudo quanto era lugar que eu ia (vou a shopping só para entrar em livrarias O0), e queria lê-lo, ainda que realmente fosse livro juvenil e pensara que o acharia idiota demais, já que adoro histórias de vampiros e oq já tinha ouvido/lido sobre...enfim, haviam tantos a favor quanto contra...É, amei o livro mas não é o tipo de livro que recomendaria para alguém como o M., que se gostar mesmo de histórias vampirescas iria odia-lo por ser doce d+...
Mas pense - disse eu a ele- é o ponto de vista de uma adolescente apaixonada, oq tu queres? Sexo, ultraviolencia?...~^
Seria dificil...bem, é tipo o princepe encantado atormentado, mas que não deixa de ser atraente interiormente...e o romance é bem intenso, coisa que eu gosto...Intensidade.
Então, assisti o filme com o M. deitada no colo dele, enquanto ele ria, dizia "olha o bambi hauahauhauha" e eu "Pô! Te falei que se quisesses ver comigo não teria que chama-lo de bambi"...E ele fazia como a Kedy Kale, do Eu, a patroa e as crianças, faz com o "gaydar" dela...Oo
"Uo,uo,uo" estalando os dedos num arco...
¬¬
Enfim, gostei da noite, pois fazia tempo que ele não partilhava nada comigo, a gente ficou conversando sobre vampiros e disse que ele não tinha que comparar Os Sete (do André Vianco) que ele está lendo, com um livro adolescente quase meloso...Mas foi divertido...o problema é sempre querer isso e ele não ter vontade de me dar...
Seria talvez esse o maior revés da nossa relação, eu sempre querer quase as mesmas coisas, beijos d+, abraços d+, sexo d+, conversa d+...coisa que nem todo homem tá disposto a dar todo tempo...Tipo, a cada passada do cometa Halley (de 76 a 76 anos, se estou certa) ou a cada Lua Cheia...aí fica foda...

Apenas minta, omita e permaneça...

Oq mais me chateia nos seres humanos, não em apenas um homem ou em uma mulher, mas na maoria dos mamiferos de polegar opositor, é que simplesmente não cumprem com a palavra, pelo em sua maioria, é gostar de se enganar mesmo, sabe que não vai fazer e ainda jura de pés juntos que vai...
Eu pelo menos tento cumprir a maioria dos juramentos que faço, a menos que eles se contradigam...aí pega...=/
Entre outras coisas, é quando se gosta de alguém e o outro ainda que diga que gosta não faz nada para mostrar que seja verdade, não que seja que nem Santo Tomé, aquele que só crê vendo...mas quando põe tua palavra a valer, como a fazer valer se não a mostrando?...

Pior é quando tem um cara legal que gostaria de ficar contigo, mas até o ponto que tu se lembras que ele tipo não é o "princepe encantado" ou um Edward Cullen como as gurias tão dizendo hj em dia...É aquele que vai brigar comigo toda vez que eu disser que o Michael Jackson virou santo depois que morreu, sendo que antes tinha brincado de lobo-mau com algumas criancinhas...ou que não suporto certas bandas poser de havy metal que ele gosta, prefiro meus punk rock e minhas músicas ou deprê ou alternativa ou critica d+...coisa que ele nunca entenderá, pq ele é um guri de prédio! (nada contra, mas quem teve quase tudo sempre na vida nunca entende o motivo de uma canção com letra tipo a do Dead Fish)...
Não que não tivesse quase tudo, meus pais me cobriram com quase tudo na minha infância e até meados da adolescência, sem problemas, gosto de sentir dois lados da moeda e sou muito orgulhosa e critica para pedir futilidades que eu posso comprar aos meus pais - se bem q eles que me dão o dinheiro-
Eu to me sentindo com 16 anos, isso tendo 20...é meio estranho, talvez seja pq eu pulei muitas etapas da minha vida, ocupando-a com namoros extensos e noivados fracassados dos 14 até os 17...Oo..estranho né?
A gente se acha tão jovem...mas quando vemos, um mês é muita coisa...pelo menos para alguém como eu, que gosta de viver intensamente.

segunda-feira, 3 de agosto de 2009

Bem,hoje minha sinceridade e vontade de falar com alguém nem que seja comigo mesmo está em alta, logo não me preocuparei se um suposto alguém lerá o que brevemente escreverei em linhas desse meu blog que expresso o que estou a sentir...
Infelizmente, as pessoas não se dão muito bem com a sinceridade, entretanto exigem isso dos que as rodeiam...mas enfim...não to afim de falar de ninguém ou de algo...Em geral só escrevo aqui porque escrever em folhas de papel tornaram-se muito perigosas para mim,como quase ninguém lê isto, e nem faço ideia de quem lê...isso me lembra muito quando tinha um diário, não sei se quem lê este teve um diário ou tem, e os irmãos ou a mãe ou os dois pegaram e claro, fuçaram e se intrometeram onde não foram chamados...isso foi um dos meus primeiros traumas com minha mãe...
Bem, sempre pensei que o cadiadinho vagabundo que tranca o livreto fosse para impedir que alguém fosse lê-lo, nem que servisse apenas de alerta, pois o cadiado sempre fora de baixa qualidade, um aviso do tipo

"Ei! Tá trancado, é sinal que o dono (no meu caso a dona ¬¬) não quer que leias o que aqui escrito está!"

Mas as pessoas em geral não respeitam isso...hoje em dia é com celular...orkut, msn, qualquer coisa que tenha senha, a gente parece gostar de controlar, mas claro jamais ser controlado. Está no poder é o Máximo? Não acho...acho desonesto, pq não dividir o poder...?

Então, como disse no começo (só pra me lembrar-pq escrevo pra ler, tipo reflexão,um modo de terapia- e fingir que ninguém lê meus pensamentos - oq escrevo aqui no caso)

Tá...desde ontem to com ideias fixas na cabeça, uma delas é terminar com o M. (não colacarei nome, sei de qm se trata*), na realidade, não terminar, mas dar um tempo a ele, então, lembro-me que no começo da nossa relação, bem no começinho e talz, ele veio de Icoaraci(longe pra cacete diga-se de passagem)até onde moro, isso, lembrando-me, umas 11 e 30 da noite, e sem se importar mesmo, até ficou triste por ter vindo, pq briquei com ele, e fizera isso duas vezes, entretanto, ele é incapaz hoje em dia de vir da casa dele, não tão longe, entre 30 a 45 de bonde, enfim, e isso pouco depois q o sol baixou, umas 7 e uns minutos antes da meia hora, pq "já tava tarde"...
Pensando, qual seria a desculpa dele para não vir se o confrontasse com o passado:
"Po!...mas eu tava meio chapado..."depois um "égua tu num é nada compreensiva"...

Não é o fato de ser ou não ser compreensiva, muita coisa eu engulo dele, e claro me mudo por ele, mas a pior coisa que pode se fazer em um relacionamento é acostumar a pessoa a uma coisa e ela não querer mais ser aquilo...tipo..só foi para conquistar, cara isso me deixa puta da vida!
Fico muitas vezes pensando que é injusto tal atitude minha, mas pera lá, ficar praticamente implorando para o próprio namorado dar-me um beijo, não um selinho qualquer, mas algo com mais envolvimento, aliais, mais envolvimento, mais conquista, essas coisas, me faz pensar seriamente em ficar sozinha- sozinha mesmo, no sentindo da palavra, vejo muitas de minhas amigas lá, solteiras, nem tão felizes que as vezes é legal ter alguém para se compartilhar algo,mas e quando a pessoa não quer que tu compartilhes?

Aí penso "Para que estar com alguém, se a outra pessoa não quer, parece muitas vezes ser apenas comodidade do outro...", o foda é que sofro por ser tão besta assim achando que o conquistaria novamente, é tentar fazer dar certo, jurei que o amaria não o fiz?...Então aguenta?...Sei não, to com umas ideias não muito boas para aguentar certas coisas...

Enfim, fui ao cinema brigando com meu irmão para variar, engraçado, gosto de ser só (ultimamente ando gostando ou me acostumando com tal maneira de viver), e é bom pelo menos a gente brigar...é ser sincero um com o outro, claro a gente não faz isso o tempo todo, o admiro, é muito inteligente, não tão articulado, pensei hj enquanto estava no banheiro limpando meu rosto -lembrar de fazer isso quando usar maquiagem- acho que ele queria ficar conversando como antigamente sobre nossos filosofos, sobre coisas intelectuais que a maioria das pessoas não compreenderia ou acham que é perda de tempo ou simplesmente ignoro, lamento muito não estar assim R. :(...Pior é meu pai que tenta me entender, se fizesse muito esforço ficaria maluco..rs Mas ainda assim é triste, seria legal ter uma relação mais entrozada com meus pais,mas não dá...sou muito estranha e eles me acham praticamente uma louca guriazinha que ainda não amadureceu de fato...¬¬

Isso me lembra que eu liguei pro M., da casa do pai, e ele até falou assim -pois pensara que ele estivesse com pressa para fazer algo - "ahh não to com pressa, se quiseres fico aqui a noite toda"...Seria legal ter uma conversa prolongada com ele, faz tempo que a gente não faz isso, é tipo, como se o mundo tivesse sido recortado e nosso recorte fizesse parte de outra coisa, mas estava apenas em cima da mesa longe de outros recortes...Dá pra imaginar? Aí quando o liguei mais tarde, ao chegar em casa como havia dito, perguntei se dava para ficarmos no telefone, só pra ficar conversando mesmo, "ahh num rola pq o telefone tá no quarto da M.- a irmã dele- e ela vai receber umas ligações e to vendo filme"...Po..e depois dessa ainda não quer ser tratado com o mesmo grau de hostilidade?...Quarta provavelmente assistirei a comédia romantica q tá em cartaz sozinha...(claro enquanto um monte de casalzinho vai tá se agarrando ao meu redor¬¬-coisa q nem mais faço com o namorado, aliais, nunca fiz...¬¬)

Isso me lembrou de outra coisa, o modo de como o A. olhou para mim. Nem quando a gente tava tipo, com aquela coisa de um querer ficar com o outro (antes de eu começar a namorar com o M.),ele me olhara daquela forma, é que ele tem os olhos claros e é tão...diferente, me lembrou de um guri que eu vira e mexe penso,mas depois falo disso...Enfim, tá que a namorada dele tava lá, e meu irmao e eu nao tava com intensão de nada, provavelmente nem ele, mas sei lá, foi estranho, ele ficou me olhando nos olhos de uma forma que fiquei até vermelha e disse "olha tua namorada tá aqui perto rs.", um olhar conquistador, ainda que meigo...(mas também ele tava com meu rosto entre as mãos e aquele sorriso que acho que quase todo guri dá quando vai beijar uma garota ou tá com a intensão) , e tal olhar me causou arrepio, frio na barriga, não de borboletas apaixonadas, mas um frio que já sentira há tempos, como se algo ressucitasse...deu-me medo...Mas foi estranhamente bom,tipo olhares que te deixam desconcertada por causa do guri que ficas imaginando como seria a boca dele na tua...ohhh

Enfim...outro dia falo do guri que vira e mexe penso, mas não temos nada e nunca tivemos e jamais teremos, é coisa da juventude, talvez contatos com pessoas próximas a ele, até próximas d+...digamos o pai.





sábado, 1 de agosto de 2009

Intensidade






segunda-feira, 27 de julho de 2009

E o que me enfraquece...

Fiquei sentada nas lajotas amareladas do banheiro sentindo a água do chuveiro cair em minha cabeça, umidecendo meus cabelos...
Enquanto cada gota tocava na minha pele, e alguma lágrima escorria no meu rosto e se juntava com a água comum, eu pensava...
Pensava que novamente cheguei onde não queria chegar, pensava que mais profundamente do que qualquer outro amor, aquele, esse, este me trouxe em uma outra atmosfera qual jurei nunca mais penetrar, mas o pior, que como o mais pronfudo de todos eles, este fora ainda mais fundo, em uma costra mais dura que pensei q fosse imperfurável, mas ele acabou por perfurar...
Então pensei, o motivo afinal de estar daquele jeito...
Lembrei de como o amo, e como ele me fazia feliz, de como a gente ria juntos e de como incrivelmente a gente se completava, aí q desabei de vez...A pior solidão é aquela que sentimos a dois...
Nem sei se ele sente isso...talvez seja só tolice, loucura da minha cabeça, mas que ele está frio, distante e parece não querer voltar...Isso é minha verdade ultimamente, é como se ele quisesse apenas se distanciar, ir aos poucos deixando de existir para nós, e apenas eu ser uma lembrança para ele...
E isso doi...muito, imensamente...
Queria poder reverter isso, mas acho improvável, ele parece desejar permanecer assim...
E eu nem posso me salvar disto, por enquanto...
Eu sinto ainda borboletas no estomago só dele me olhar, de me tocar e me beijar, mas ele deixa isso partir, parece não querer mais, e como todo homem, ao perguntar oq tá havendo...como resposta: NADA...
Como posso reconquistar alguém que nem deseja ser reconquistado?
Como pode ainda continuar uma coisa em meio a tantas dúvidas?...
Como posso dar passos sem estar segura?
Como consigo não ignorar isso?
Sinto falta de alguém q um dia disse q eu era o seu alguém e que não saia da sua cabeça...
Desejo ainda ser essa pessoa para a pessoa.
T.A.

domingo, 26 de julho de 2009

Broken Promise

Afinal, eu que sempre procuro estar onde estou, jogando um jogo maldoso que não queria jogar, mas apenas para estar em teu meio, para entender-te, para sentir-me, afinal tudo apenas é coisa da minha cabeça.
Afinal, pensara em estar em paz ao teu lado ou ainda ao lado de meus antigos amigos, mas enfim, nem em paz comigo mesma estou como poderia ficar em paz com alguém...
Só to me cansando de um jogo q não me leva a nada...
Apenas com saudades de alguém que ainda existe, não sei se somente dentro de mim, ou perdido em algum em ti...
e vou chorar por causa disso mas esconderei meus olhos...e a música alta para suprimir o som q sai com lágrimas, afinal quero-te feliz

segunda-feira, 6 de julho de 2009

http://www.youtube.com/watch?v=t_s1AQff1yo&feature=related

Somebody - Depeche Mode
Já se sentiu importante para alguém?...Para qualquer pessoa?
Já fez falta de verdade para alguém em um plano além do físico?...
Sorte nossa então...
Pq tenho alguém...e esse alguém tem a mim, e nada mais me importa...
T.A. M.

sexta-feira, 12 de junho de 2009

Dia dos Namorados...


Apesar que hoje considero mais um dia para que o capitalismo seja mais ratificado em nossa sociedade, atráves do comércio e da loucura que sempre é o dia dos namorados, odiados por uns, esperado por outros, e sempre sacaniado com alguma piadinha infame...Enfim, não é necessário marcar dia para presentear alguém, e esse presente pode ser apenas a presença da pessoa, uma conversa esquecendo os problemas...um passeio de onibus, uma brincadeira de criança, ficar deitado na grama olhando o céu por dentre as folhas das árvores, ficar cuidando da pessoa que pode estar doente, apenas rir, esquecer de tudo, isso é um presente, não jóias, roupas, ou algo comprado...Pode até ser feito pela pessoa mesmo, ou algo com preço baixo, aquilo q olhas e pensa na pessoa...nem q seja o

Garfild, o gato gorducho, dorminhoco e comilão...Mas acima de tudo é fazer valer cada momento com a pessoa, seja ela quem e como for...Enamorar-se, deixar-se apaixo
nar independente de alguma data marcada...
Bem...aí vai uma seleção de filmes que sou apaixonada, que me fizeram apaixonar, talvez por isso deva ser tão romantica, é...meloso, bem holliwoodiano mas não me importo...eu curto filme clichê mesmo...:P

Ahh um beijo e abraço especial para meus amigos sem namoradas ou namorados e um "EU TE AMO" mais do que verdadeiro, para meu Marco, mesmo que por muitas vezes ele esteja estranho me evitando hauhauahuah

- Doce Novembro...pq é maravilhoso, encantador...ai ai esse faz qualquer um chorar...q por sinal é meu filme preferido...
- Moulin Rouge, apaixonante e inesquecível... para os amantes de musicais
- Armagedon, para os caóticos fim dos dias com amor...
- Como se fosse a 1ª vez, lembrar que se deve reconquistar a mesma pessoa todos os dias
- Antes que termine o dia, oq faria se tivesse uma escolha?.
- Louco por você, pq todo mundo merece uma 2ª chance
- Encontro marcado, pq é lindo...não darei mais detalhes...
- Don Juan De Marco, pq todo homem deveria saber tocar uma mulher como ele.
- Diário de uma paixão, até onde se vai por alguém?...
- Pearl Harbor, para quem gosta de uma guerrinha com uma pitada de romance, ou ao contrário?
- PS: EU te amo...impossível não se emocionar.
- 40 dias e 40 noites, a cena da flor...ai ai...
- A casa do lago, não existem amores impossíveis
-Encantada (desenhos pq não?)
- Alladin, um clássico..
- Hércules, divertido...

é por enquanto é só...XD

quarta-feira, 10 de junho de 2009

Depois de muito tempo...


Depois de muito tempo volto a escrever aqui...
bem, então eu jurarei que escreverei todo fim de semana, na sexta provavelmente...

Não to tão bem como gostaria mas as coisas estão se ajeitando...

1- percebi q fecho minhas gestalts com tatuagens...coisas profundas com coisas profundas...
2- percebi, que sim, continuo louca pelo Marcos, mesmo que ele me magoe as vezes sem querer...poxa, tenho tanto cuidado de falar com ele sobre algo, mas ele num se importa de não me expressar nada...fazer sentir nada...é o cuidado que falta...
3- percebi que sou sozinha...a maior parte do tempo to/sou sozinha...não tenho ninguém pra ligar de manhã ou a tarde, ou a noite...só pra dizer "oi"...pq em geral o marco não expressa nada se eu fizer isso...ou contar uma piada...sempre divido com as mesmas pessoas -Camorim e Marco
4- to confusa e ele não me ajuda...
5- farei outra tatugem...


Pensamentos:
Um coelhinho felpudo estava fa ze ndo suas necessidades matinais quando olha para o lado, e vê um enorme urso fa ze ndo o mesmo.
O urso se vira para ele e diz: - Hei, coelhinho, você solta pêlos?
O coelhinho, vaidoso e indignado, respondeu:
- De jeito nenhum, venho de uma linhagem muito boa...

Então o urso pegou o coelhinho e limpou a bunda com ele.

MORAL DA HISTÓRIA:

CUIDADO COM AS RESPOSTAS PRECIPITADAS, PENSE BEM NAS
POSSÍVEIS CONSEQÜÊNCIAS ANTES DE RESPONDER!

No dia seguinte, o leão, ao passar pelo urso diz:
- Aí, hein, seu urso! Com toda essa pinta de bravo, fortão, bombado...!
Te vi ontem, dando o rabo prum coelhinho felpudo.
Já contei pra todo mundo!!!

MORAL DA MORAL:


VOCÊ PODE ATÉ SACANEAR ALGUÉM, MAS LEMBRE-SE QUE SEMPRE EXISTE ALGUÉM MAIS FILHO DA PUTA QUE VOCÊ!

'O problema do Brasil é que, quem elege os governantes
não é o pessoal que lê jornal, mas quem limpa a bunda com ele!'




O SAPO E A CARTOMANTE!
O sapo foi se consultar com uma cartomante e assim que ela distribuiu as cartas sobre a mesa, profetizou:
- Vejo uma moça loira, muito bonita e inteligente, querendo saber tudo sobre você...
- Croac! Quando e onde eu vou conhecer essa gatinha?
- Semestre que vem, na aula de Biologia!
O GATO E O CACHORRO!
Na ante-sala de um consultório veterinário, um Gato conversa com um Pastor Alemão:
- Estou aqui para ser castrado - dizia o Gato.
- Por quê? - perguntou o Pastor Alemão.
- Eu aprontava bacanais com as gatas da vizinhança e minha dona, inconformada com o barulho que eu fazia todas as noites, resolveu me castrar... E você, por que está aqui?
- Eu estava em casa sem nada para que fazer, quando o meu dono, que tinha acabado de sair do banho, abaixou-se para apanhar algo debaixo do armário. Ao ver aquela bunda... perdi a noção do perigo, subi em cima dele e meti-lhe a vara... as costas dele ficaram toda arranhada...
- Noooossa? - espantou-se o Gato. - jA SEI.Ele também vai castrá-lo por isso?!
- Não, vim só fazer as unhas!

um tanto estranho, não?

quarta-feira, 8 de abril de 2009

É medo de perder...


Odeio quem me rouba a solidão sem verdadeiramente oferecer companhia. (Nietzsche)

Ele roubou minha solidão? Ou me pos nela de volta?
A solidão é própria do homem, já que ele é o unico que sente a necessidade de estar com alguém que ele escolheu...não que os outros animais não sintam a falta de outro, mas o homem escolhe- fica junto- depois larga- sente-se só- quer de volta- corre atrás- não volta...depois fica só...e sozinho...na solidão...mas volta a ter outra pessoa, que ele escolhe, as vezes é jogado na solidão mesmo estando junto, acho que essa é a pior solidão, melhor a solidão sozinho do que a solidão a dois...uma vez li isso não lembro onde...
Afinal, esse blog é para falar justamente daquilo que penso e que to sentindo no momento e sempre parece que paira sobre minha cabeça e minha mente a imagem de meu amado, penso nele quase todo tempo...e ele me deixou...quer me deixar, parece não saber como, só isso...arranjando desculpas para dizer o temeroso "adeus"...Ou simplesmente estamos de cabeça quente, é bom um tempo?
Não sei, nunca aconteceu isso comigo?
Mas até casamentos longos, existem brigas, separações até de meses...ou anos, mas eles voltam se se amam...MAS EU NÃO SOU ASSIM!!!!!!!!!!!!
Não sei esperar, talvez tenha de exercitar minha paciencia...mas tenho ansia para o desconhecido, nem que nele quebre a cara, como posso me prender assim?
Tenho coração e alma cigana...quando o vento bate é hora de partir, mas de todos os portos, ele é o unico que não sinto o vento me soprar para longe...ele não é o tipo que todo mundo diz que a gente "completa um ao outro e virce-versa", nem do tipo tão ao oposto do meu...mas vale a pena cada segundo que passo ao lado dele, principalmente quando ele num tá com certas crises, mas se até eu tenho e ele me atura...pq eu num posso aguentar e segurar as pontas....devemos fazer com que as duas pontas sejam fortes, já que a corrente sempre quebra do lado mais fraco...
Somos fortes juntos, mais do que separados...
É amanhã vou atrás de ti...de novo...pq te quero...pq te amo...pq é minha vida que quero compartilhar contigo, só espero que seja isso que desejes tambm...

Finalizando ainda com o filosofo acima, qual ele gosta muito

"Aquilo que se faz por amor, parece ir sempre além dos limites do bem e do mal." [ Friedrich Nietzsche ]

domingo, 5 de abril de 2009

É são mais de meia noite...hoje meu irmão faz 18 anos...mas to só em casa...como tenho me sentido esses ultimos tempos..sozinha, mesmo com alguém do lado...
É cruel esse sentimento de angustia e solidão de fato, o cruel, é sentir que tem alguém do lado, que não está essencialmente do lado...
Aí fiquei vendo minhas comunidades no Orkut...e vi a do Doce Novembro...pronto...comecei a chorar ¬¬
to sentindo falta de alguma mágica, de algo para me reconquistar...
É to falando mesmo de relacionamentos, pra variar¬¬
mas é bom sentir-se amada do mesmo modo que se ama...quando é reciproco...
lembro de todos os amores que tive...
Quantos foram reciprocos? Quantos foram verdadeiros?
Com quantos quis casar?Quantos percebi que eram mentiras....afinal sempre quem amamos irá nos decepcionar...não quero alguém perfeito, mas me empenho tanto para tal, que quando não vejo essa reciprocidade, me mata!

terça-feira, 31 de março de 2009


Hoje senti uma vontade infinita de escrever...
Senti vontade de dizer que não curto a Madonna e não vejo graça nela, até me atrevo a dizer que prefiro a Britiney que realmente cavou a própria cova e conseguiu ressurgir dos mortos como em um filme de horror trash, mas que eram bacanas, bem o estilo do "Cemitério Maldito", e está aí lutando pela sobrevivencia...
É existem muuuitas mulheres quais admiro, mas a maioria delas nem estão por aí estampando capas de cds, fazendo shows multimilionários, se matando para se auto-promover, mas enfim...a vida é delas e prefiro nem ligar muito para isso,é só pq me deu vontade de escrever...

Lembrando que eu to estrepada na faculdade de Direito, de saúde mais ou menos e não to afim de cozinhar...mas é bom saber de certas alegrias, como se tivesse vendo no horizonte uma nova estrela surgir com a explosão metafisica de dois corpos tristonhos para que se unam, seus pós, em uma só coisa...

Lembro que também quero fazer outras tatuagens e to me empolgando seriamente com isso e que quero adotar o visual de Pin-Up e tirar umas fotos iguais as da Dita von Teese, essa da foto na gaiola...e que tambm tenho que entrar na academia, já que engordei muito, uns 5 kg em quase um ano...é namorar me engorda,mas me emagrece...Oo

Tenho que começar a estabelecer coisas que desejo...logo to começando a fazer isso aqui...é bom organizar as idéias...

Agora tenho q terminar meu trabalho de Psicologia e estudar Tributário...
Te Amo Mãe!

quarta-feira, 18 de março de 2009

meu perfil através do meu nome pelo Tarot

Meu Arcano Pessoal é:

9 - O EREMITA

Palavras-Chave :

Sabedoria Aplicada, Parcimônia e Auto-Respeito


Fase de maturação que se iniciou aos 9 anos: aprendeu as coisas cedo; (deveras precoce ¬¬)
Falta do pai (afetivamente) ou pai muito rígido; (marromeno)
Respeite o tempo: tudo tem sua hora e momento certo;(paciência não é uma de minhas virtudes)
Não seja turrão(ona) consigo mesmo(a): saiba ceder; (pois é né?)
Gosta de esclarecer todas as dúvidas; (acho que esse é um dos meus maiores problemas)
Receio da escassez; (água, comida, pasto, sexo, amor, amigos...)
Sentimento de impotência frente a determinados desafios emocionais; ("coração para que se apaixonou?")
Desejo de ficar sozinho(a) diante de uma dificuldade; (é...tirando a busca faço pela Ainá Oo)
Necessidade de morar sozinho(a) ou não estar preso(a) a nada; (necessidade não quer dizer que eu o consiga)
Dificuldades quanto a cursos e estudos no passado: não conseguiu fazer o que realmente queria;
Cuidado com a frieza e distanciamento;
Consegue (reivindica) o que quer de pessoas bem mais velhas;
Não seja intransigente;
Cuidado com as manias de querer resultados à sua maneira; (ehhehe cuidado)
Devagar e sempre; (tenho q aprender isso)
Evite o ceticismo ou pragmatismo;
Respeito às leis e princípios humanos; (dos humanos não dos homens)
Não se limite em hipótese alguma; (sem limites sempre)
Fertilidade baixa; (oopa! pelo menos vou ter algo como quero)
Cuidado com os ossos, cabeça e aparelho digestivo (também radicais livres);
Longevidade; (who live forever?)
Capacidade de orientar; (não é a toa que tenho uma rosa dos ventos nas costas)
Não tente conseguir as coisas através de "atalhos" em Vida; (ohhh)
Gosto afetivo por pessoas mais velhas ou muito maduras; (panela velha é quem faz comida boa)
Interesse por história ou eventos passados; (para se ter um futuro precisa se saber por onde andou)
Seja solícita sempre;
Não seja cabeça-dura;(díficil)
Parte de sua missão é ajudar pessoas idosas; (sério?me amarro em Dinos)
Afeto por avô ou avó (vínculo afetivo forte e atuante); (vovó...saudades :'( )
Não se fixe demais em casa; (nem gosto ¬¬)
Seja ponderada, tenha bom-senso; (é...tento pelo menos)
Não se acomode; (tento pelo menos +2)
Sua vida mudará (materialmente pra melhor) principalmente depois dos 45 anos; (ganhar na sena XD)
Estimule-se praticando atividades físicas; (mas...)
Gosto por pedras (cristais), objetos antigos ou relógios (e mesmo souvenirs);
Saiba esperar. (paciência gafanhoto)

créditos: http://www.taroterapia.com.br/arcano/arcano.html


terça-feira, 10 de março de 2009



"Conta a lenda...que Psiquê era uma das 3 filhas de um rei, a mais bela das belas que eram capazes de despertar admiração de muitos que vinham de longe apenas para vê-as, assim, logo as irmãs de Psiquê se casaram, entretanto ela não, além de extremamente graciosa, não conseguia um marido para si, pois todos temiam tamanha beleza. Desorientados, os pais de Psiquê buscaram ajuda através dos oráculos, que os instruiu a vestirem Psiquê com as roupas destinadas a seu casamento e deixá-la no alto de um rochedo, onde um monstro horrível viria buscá-la.

Mesmo sentindo-se pesarosos pelo destino da filha, seus pais seguiram as intrusões recebidas. Assim que a deixaram no alto de uma montanha, um vento muito forte começou a soprar e a carregou pelo ares com delicadeza e a depositou no fundo de um vale.

Exausta, Psiquê adormeceu. Quando acordou, se viu num maravilhoso castelo de ouro e mármore. Maravilhada com a visão, percebeu que ali tudo era mágico... as portas se abriam para ela, vozes sussurravam sobre tudo o que ela precisava saber.

Quando chegou a noite, deitada em seus aposentos, percebeu ao seu lado a presença de alguém que só poderia ser o seu esposo predestinado pelo oráculo. Ele a advertiu de que lhe seria o melhor dos maridos, mas que elas jamais poderia vê-lo, pois isso significaria perdê-lo para sempre.

Psiquê concordou. E assim foram seus dias, ela tinha tudo que desejava, era feliz, muito feliz, porque seu marido lhe trazia uma sensação do mais profundo amor e lhe era extremamente carinhoso.

Com o passar do tempo, porém, ela começou a sentir saudades de seus pais e pediu permissão ao marido para ir visitá-los. Ele relutou, os oráculos advertiam de que esta viagem traria péssimas conseqüências, mas ela implorou, suplicou... até que ele cedeu.

E da mesma forma que a havia trazido para o palácio, levou-a à casa de seus pais. Psiquê foi recebida com muita alegria e levou muitos presentes para todos. Mas suas irmãs ao vê-la tão bem, se encheram de inveja e começaram a crivá-la de perguntas a respeito de seu marido.

Ao saberem que até então ela nunca o tinha visto, convenceram-na de fazê-lo; evidentemente que as intenções delas eram apenas de prejudicar Psiquê, já que ela havia feito uma promessa a ele.

Ao voltar para sua casa, a curiosidade tomou conta de seu coração. Tão logo veio a noite, ela esperou que ele adormecesse e assim acendeu uma vela para poder vê-lo.

No entanto, ao se deparar com tão linda figura, ela se perdeu em sonhos e ficou ali, embevecida, admirando-o. E esqueceu-se da vela que tinha nas mãos. Um pingo de cera caiu sobre o peito de Eros, seu marido oculto, fazendo-o acordar com a dor.

Sentido com a quebra da promessa da esposa, partiu, fazendo cumprir a sentença do oráculo. Abandonada por Eros, o Amor, sentindo-se só e infeliz, Psiquê, a Alma, passou a vagar pelo mundo.

- "Tola Psique! É assim que retribuis meu amor? Depois de haver desobedecido as ordens de minha mãe e te tornado minha esposa, tu me julgavas um monstro e estavas disposta a cortar minha cabeça? Vai. Volta para junto de tuas irmãs, cujos conselhos pareces preferir aos meus. Não lhe imponho outro castigo, além de deixar-te para sempre. O amor não pode conviver com a suspeita."

Quando se recompôs, notou que o lindo castelo a sua volta desaparecera, e que se encontrava bem próxima da casa de seus pais. Psique ficou inconsolável. Tentou suicidar-se atirando-se em um rio próximo, mas suas águas a trouxeram gentilmente para sua margem. Foi então alertada por Pan para esquecer o que se passou e procurar novamente ganhar o amor de Eros.
Por sua vez, quando suas irmãs souberam do acontecido, fingiram pesar, mas partiram então para o topo da montanha, pensando em conquistar o amor de Eros. Lá chegando, chamaram o vento Zéfiro, para que as sustentasse no ar e as levasse até Eros. Mas, Zéfiro desta vez não as ergueram no céu, e elas caíram no despenhadeiro, morrendo.

Psique, resolvida a reconquistar a confiança de Eros, saiu a sua procura por todos os lugares da terra, dia e noite, até que chegou a um templo no alto de uma montanha. Com esperança de lá encontrar o amado, entrou no templo e viu uma grande bagunça de grãos de trigo e cevada, ancinhos e foices espalhados por todo o recinto. Convencida que não devia negligenciar o culto a nenhuma divindade, pôs-se a arrumar aquela desordem, colocando cada coisa em seu lugar. Deméter, para quem aquele templo era destinado, ficou profundamente grata e disse-lhe:
- "Ó Psique, embora não possa livrá-la da ira de Afrodite, posso ensiná-la a fazê-lo com suas próprias forças: vá ao seu templo e renda a ela as homenagens que ela, como deusa, merece."
Afrodite, ao recebê-la em seu templo, não esconde sua raiva. Afinal, por aquela reles mortal seu filho havia desobedecido suas ordens e agora ele se encontrava em um leito, recuperando-se da ferida por ela causada. Como condição para o seu perdão, a deusa impôs uma série de tarefas que deveria realizar, tarefas tão difíceis que poderiam causar sua morte.

Primeiramente, deveria, antes do anoitecer, separar uma grande quantidade de grãos misturados de trigo, aveia, cevada, feijões e lentilhas. Psique ficou assustada diante de tanto trabalho, porém uma formiga que estava próxima, ficou comovida com a tristeza da jovem e convocou seu exército a isolar cada uma das qualidades de grão.
Como 2ª tarefa, Afrodite ordenou que fosse até as margens de um rio onde ovelhas de lã dourada pastavam e trouxesse um pouco da lã de cada carneiro. Psique estava disposta a cruzar o rio quando ouviu um junco dizer que não atravessasse as águas do rio até que os carneiros se pusessem a descansar sob o sol quente, quando ela poderia aproveitar e cortar sua lã. De outro modo, seria atacada e morta pelos carneiros. Assim feito, Psique esperou até o sol ficar bem alto no horizonte, atravessou o rio e levou a Afrodite uma grande quantidade de lã dourada.
Sua 3ª tarefa seria subir ao topo de uma alta montanha e trazer para Afrodite uma jarra cheia com um pouco da água escura que jorrava de seu cume. Dentre os perigos que Psique enfrentou, estava um dragão que guardava a fonte. Ela foi ajudada nessa tarefa por uma grande águia, que voou baixo próximo a fonte e encheu a jarra com a negra água.

Tanto sofreu e penas pagou, que deixou-se por fim entregar-se a morte, e caiu num profundo sono. Eros, que também sofria com sua ausência, não mais suportando ver a esposa passar por tanta dor, implorou a Zeus, o deus dos deuses, que tivesse compaixão deles.

E com a permissão deste, Eros tirou-a do sono eterno com uma de suas flechas e uniu-se a ela, um deus e uma mortal, no Monte Olimpo. Depois deste casamento, Eros e Psiquê, ou seja, o Amor e a Alma, permaneceram juntos por toda a eternidade."


A inveja que sinto de mitos, até quase parecido com um conto-de-fadas como este....queria simplesmente que meu Eros me perdoa-se de fato, que eu pudesse dar-lhe prova de meu amor, pois contrariando Freud, não é apenas tesão o que sinto...É algo muito além disso, é uma mistura disso com outras coisas,mas acima de tudo é desejar a felicidade dele sempre, até mesmo longe de mim...

E mais uma vez to chorando na frente do pc, ouvindo a po**&s de músicas que vão entre James Blunt, Laura Pausini, Nana Caymmi, Tom Jobim..tudo porquê meu Eros, meu amado Eros, acabei ferindo-o quase fatalmente, mas seria eu, Psiquê...não me importaria de ir atrás, de buscar, de tentar...Não vou me importar disso...

Amo-te Marcos Antônio e seria e sou capaz de qualquer coisa por isso que temos juntos.


segunda-feira, 9 de fevereiro de 2009

Hoje to sincera d+


Pois é...começo a segunda falando do fim de semana XD

Bem, como sempre meu f.d.s. foi uma droga, por isso adoroooooooooo as segundas-feira Oo Na realidade nem tanta droga assim, mas sei lá ta me faltando algo...ontem fiquei vendo a lua e sua penumbra por entre as nuvens com o Marco do lado, foi tão mágico aquilo *-* E a atual do meu ex me contactou pra falar sobre uma amiga dele, que bem, vira e mexe ele ta fazendo sei lá oq com ela...Cara! Ohh menina insegura, falar da amiga do meu ex pra mim, como se tivesse deveras interessada e melhor ainda é q ela quis por lenha na fogueira dizendo "Se ele te traiu com ela imagine o que faria comigo"...Pois bem meu tribufuzito...ele não me traiu com a dita, entretanto pode ter me traido com outra...e uma que paga Oo...dizendo ele que não e to afim de crer nisso...já q ele é muito sincero - feliz e infelizmente = / Bem, pra melhor meu animo, vi as fotos da senhora dele (do meu ex) de biquini...e sério...com aquele corpo num usaria bikini.8-) Bem,ela que se cuide, mas aquilo fez bem pro meu ego...sim o maltido ego que pela primeira vez badalou até dizer chega...sei q me extasiei com aquilo, não é atua q quando ele (o ex) por aqui e nos encontramos, ele quis me beijar...sutilmente mas quis...aliais..quase me rouba um selinho Oo...por pouco...mas sério...num tava afim daquilo, pensei no meu namorado, na gente e de como isso tá sendo maravilhoso..e ex é ex. Num rola mais...ou quem sabe daqui a uns milhões de anos Oo...Pq pra mim a fila andou,logo, já era!

E falando em Marcos...acho que ele num gosta mais de mim...o foda que sou louca por ele...hoje fui a casa dele tipo...toda chameguenta e talz...tomei um banho de agua fria...mas depois acho que ele se tocou e bem...Ticticticti...mas ele não me trata mais como antes...nada de palavras amorosas ao telefone,de ser cumplice e deixar eu participar da vida dele...É foda cara...Queria que ele entendesse...to afim que dê certo...mas de verdade, só quero que ele tambm...

By your side -Sade

You think I'd leave your side baby?
You know me better than that
Think I'd leave you down when you're down on your knees?
I wouldn't do that.
I'll tell you the right when you want...
I'll, I'll find the wound, if only you could sink into me...
Oh when you´re cold I'll be there, hold you tight to me
When you´re on the outside baby and you can't get in
I will show you, you're so much better than you know
When you're lost, when you're alone and you can't get backagain
I will find you darling and I'll bring you home
And if you want to cry I am here to dry your eyes, oooo...
In no time you'll be fine.....
You think I'd leave your side baby?
You know me better than that.
Think I'd leave you down when you're down on your knees?
I wouldn't do that
I'll tell you the right when you want...
I'll, I'll find the wound, If only you could sink into me....
Oh when you´re cold I'll be there to hold you tight to me, to me baby.
Ohh when you´re alone I'll be there by your side baby, by your side baby.
Oh when you´re cold I'll be there to hold you tight to me, to me baby.
Ohh when you´re alone I'll be there by your side baby."

Para ele...

quarta-feira, 28 de janeiro de 2009

Dia da morte

Coisas idiotas...quem sabe se constatam??
Dia que vou morrer:
Em um domingo, 27 de abril do ano de 2068, ou 8 de outubro de 2044 Oo

O Marcos:
Segunda, 24 de março de 2045 ou 25 de setembro de 2047

O Rafa:

Segunda, 14 de janeiro de 2028 oO..ou 23 de abril de 2059...

cansei de procurar o dia de morte...
Sobre eu e Marcos...depois de quase um dia inteiro juntos estamos melhor XD

terça-feira, 27 de janeiro de 2009

Hoje


Sabe...existem coisas que pensa-se que poderiam durar para sempre...oq mais temia aconteceu hoje...
Eu e o Marcos terminamos...exatos 7 meses de namoro...como havia previsto nas brincadeiras um tanto temerosas...
Eu o amo...mais do que a mim mesma...mas se ele quer assim...eu num vou dar o braço a torcer e ir atrás dele!Mesmo que passe na minha cabeça um imenso "SUA IDIOTA ESTUPIDA!!! VAI ATRÁS DELE!!! NÃO É ISSO QUE SEMPRE DIZES AS PESSOAS??!!"
Pois é...mas estamos magoados um com o outro...quem sabe o tempo possa sarar as feridas dele...as minhas são permanentes...o legal foi q hoje fazem 1 ano exato que terminei com o Tenente...é deve ser cisma do destino...
E pra variar...to chorando na frente do pc no escuro...vou dormir, minha cabeça ta cheia!
Só queria que ele dissesse : Desculpa amor...te amo muito...a gente ainda tem q ficar juntos...temos muito mais q isso...a gente pode ter muito mais que isso...
Mas claro...no meu caso isso jamais aconteceria...sou somente alguém q bebe a beira-mar brindando ao tempo...assistindo meus amores se afogando em mais um gole...vendo as lembranças irem com as marolas...sentindo o frio de perder mais uma vez e por fim sabendo no fundo que "amores terminam no escuro...sozinhos"...
Só lamento muito meu Cinderelo...por tudo...principalmente por ter atrapalhado tua vida...teu futuro...por ter-te feito chorar e amar alguém q não te merecia...
Eu o mereço?
Se não hoje espero que em um futuro próximo.

O amor não pode viver sem confiança...
Perdoa me Eros,o Amor, o meu anjo a quem sempre Ele me confiou,
te feri com a mortandade da alma, com a tristeza funesta de meus lábios...
com o fel de minhas palavras mas principalmente com a sinceridade de meu amor verdadeiro...
Oh Amor qual tanto busquei...prefiro da morte mortal provar a viver nesse mundo sem tua cor,sussurro ou calor...
Pequei ao juga-lo forte?Pequei a desejar demais?Pequei a te magoar e a destruir o castelo de sonhos qual me puseste com tanto amor...
Mas se pudesse eu, Psique, te provar novamente o quanto amo-te...assim o faria e o farei.

sábado, 24 de janeiro de 2009

Sombra


Ficar todas as minhas férias na casa de minha mãe me fizeram odiar férias e qualqr fim de semana, que passe na casa,lógico...Se bem que não sei se seria diferente se morasse com meu pai. Quando passei um tempo em Brasilia, no ap. do Thiago foi bacana até, tirando as brigas que tive com ele, quando ficava sozinha na maior parte do tempo adorava... Fico pensando como será bom quando for morar só...e espero q isso seja breve...mas oq estou fazendo para tal? Concursos podem até ser...espero estar fora daqui até os 22...isso já vou fazer 20 daqui a umas semanas. Entretanto, como tenho planos com meu namorado acho que dificilmente moraria só por muito tempo... Talvez seja um tanto egoísta...mas ficar morando com alguém que não te respeita e fica só te humilhando chamando daquilo e daquilo outro, achando isso e aquilo...mesmo que seja sua própria mãe, pra mim é ridiculo além de horrível...aí fico engolindo sapo! Amor de mãe...coisa que criaram na cabeça dos "civilizados", mas isso de fato não existe...não me ama por ser eu mesma e sim somente por ser a cria, "carne da mesma carne"...de fato...sou meio complexada com essa coisa de família...de viver desconfiando, magoada...e engolindo sapo... Mas quem é que nunca odiou sua família?Nem que fosse por momentos? Bem...se não ou sim, que se dane! É o que penso...e se um dia tiver crias...vou cria-los para ama-los do jeito que são, pois se são de tal maneira é pq os norteei assim...dando uma certa liberdade e valores...Ama-los como seres humanos não como um objeto comprado para brincar de boneca... Mas mesmo assim...gosto de minha mãe...talvez não chegue a ama-la...ou na realidade morrer por ela, mas venderia minha alma para ve-la feliz e completa...mas assim seria qualquer pessoa que eu amasse...É a amo...coisa estranha esse tal sentimento que os humanos inventaram de ter...Confunde a cabeça por ter de achar que precise de algum significado racional que possa se ler no Aurélio. É...não gosto dela mas a amo...assim como a minha família, que não ve nada além de uma rebeldia doentia e sonhadora habitando em mim...talvez por isso não os ame tanto...só ame... Pq segundo uns tios meus eu sou: "Má má má, má mesmo!" e nunca vou conseguir ser nada que almejo...talvez só uma advogadazinha de porta de cadeia...mas e se for??? Que se foda! Se achar que posso ser util para o mundo desta forma...não vou querer trabalhar pra ganhar rios de dinheiro, mas eles querem que eu ajude minha mãe...e volto a minha mãe... enquanto ambas vivermos no mesmo plano, haverá esse cordão umbilical indesligavél...cara e num me importo se quem está lendo é aquele filhinho que "ama a mamãe"...num sou a filha revoltada adolescente...mas minha mãe aje de forma tão infantil que para que se chegue a algum ponto tenho que agir com tal infantilidade quanto. O pior de tudo é que nunca terei essa "família de margarina" e não me importo com isso...Tenho uma mãe irresponsável,ultradependente materialmente,manipuladora, mas que tem sua nobreza, aquela de ajudar os outros sem medir esforço...é isso que admiro nela... um pai superresponsável,falso moralista, triste, mas muito criativo e inteligente e um tanto louco... e uma família de resto que mal falo...não como gostaria...não com tanta verdade... talvez ela doa muito nas pessoas...é fato e foda! Mas as vezes queria poder dizer isso...que não sou nada disso q pensam, pq quando mais precisei deles, quem estavam ao meu lado eram meus amigos...e somente eles...e alguns poucos. A grande verdade pra eles é: se tiver bem com saúde física, comida na barriga e quase tudo de material que se possa ter, vc está bem. Mas comigo as coisas não são assim...trocaria todas as minhas bonecas que tive por uma conversa de mãe e filha sincera como se ela fosse minha melhor amiga...oq nunca aconteceu...ou quando houve algo próximo ela ficou reclamando... queria também que meu pai se orgulhasse de mim, aliais minha mãe tambm...oq nunca vai acontecer ...e até minha família... Mas que coisa mais de ego meu...ego ferido...mas talvez seja uma das coisas que jamais realizarei pq não me importo mais com que eles pensam...mando se fuder mesmo e não to nem aí...é triste sim, mas terei minha própria família...espero que eles façam parte dela,mas que mudem e me respeitem...ou sempre serei o ouriço ovelha negra que habita no meio deles sem deixar que de fato me conheçam...ou aquela sombra sorridente nas fotos de família que só está lá pq nasceu.

segunda-feira, 5 de janeiro de 2009

In my head


Já conheceu um cara legal, mas legal mesmo?

Conheci já muitos caras legais, fofos, maravilhosos,lindos e tudo o mais...Entretanto,houve um (há um) qual me prendeu de fato...A vida, para mim, pode ser comparada a uma droga qual me vicio o tempo todo, talvez esse meu vicio que me faça ficar aqui por mais tempo...talvez quase todo mundo sinta o mesmo...Gosto de viver assim, apaixonada, atraida, extasiada, querendo mais, buscando mais, me sinto viva dessa forma, mesmo que o que busco e quero seja coisas na visão de muitos supérfulas por serem coisas simples, nada da vaidade materialista ou muito menos um amor prisioneiro e doentil, que somente sirva para o ego de ambos ou somente um.

Talvez, mesmo na minha breve maturidade sonhadora, qual somente a alma de um romantico do séc. XIX entenderia de fato, poderia entender o que sinto sobre a vida...ou talvez a melancolia do mesmo não pudesse compreender pela falta da realidade ao mesmo tempo...Seja isso que sou- o oposto de mim mesma.Engraçado realmente é não me apegar,somente vivo para amar e morrer de amor por quem quer que seja, geralmente, por pessoas não merecedoras.

E nesses giros do mundo qual pensei q o meu não dava, encontrei alguém...Um cara de 1,80 e alguma coisa de altura, dos grossos cabelos castanhos rebeldes que não se definem entre o liso e o ondulado, são curto apenas. De olhos também castanhos de um brilho intenso e que nunca havia me deparado antes, do olhar sereno,intimidador e sedutor, como se pudesse despir somente olhando...do rosto de garoto que nem aparenta ter já a idade adulta, do toque doce, do corpo gostoso que poderia desenhar com a língua sendo um lápis e a pele macia o papel...e a boca?E o beijo...e o sexo...

Como poderia não me viciar nisso?...Nele?...Isso sem falar na personalidade, de alma inigualável, só não entendo o motivo de esconder o que é de fato...Admirável! Me apaixonei por ele, logo nas primeiras conversas isso sem te-lo visto ainda. É internet serve para essas coisas também. Simplesmente viciante...algo que ficou na cabeça, preso, intenso e pronfundo...Mas não só na cabeça, se espalhou para todo o corpo...

Viro do avesso, canoa, Amélia, coisa, objeto, imagem, atriz pornô, deusa, musa, qualquer coisa que o faça feliz poderia me tornar...Satisfazer meu vício de fica fitando aquele sorriso que me prende ou aquele olhar, ou a gargalhada e a voz...ser qualquer coisa que me torne mais dele do que de mim. Deseja-lo a ponto de querer destruir minha silhueta com uma gestação de 15 kg, me tornar loira, ruiva e usar chapinha no cabelo, tatua-lo em mim...Parece mais uma obsessão!
Estou doente...de amor...de paixão...de dor por não te-lo sempre perto...Meio idiota isso nesses dias, posso até vir me arrepender...mas dane-se!
O que a gente procura de fato? Somente o motivo mais belo para morrer e principalmente para viver e continuar vivendo...

"Ahh se todos fossem no mundo iguais a você"...Somente o amor é capaz de nos tornar altruista sem nos anular de fato, pois já deixamos de ser nós mesmo, na realidade, somente o amor pode trazer o crescimento, pois para mante-lo deve-se doar-se, perdoar e perdoar-se, ouvir, sentir e ser, permitir, refletir...coisas assim...Me viciou em tudo nele até nas coisas que ele gosta, menos o Paysandu ¬¬, então...em quase tudo nele.

Simplemente o amo com todas as fibras do meu ser, e juro que seria sua até morrer se o quisesse...pelo menos ele tá fazendo por merecer. É talvez isso faça parte do meu show, mas é inevitável, mesmo quando penso que já nem dá mais, é só olha-lo ou qualquer coisa assim. Como se minha alma se somasse a dele. Somente atraves dele consigo morrer e reviver de amor,
quero morrer porque me deste a vida...
Quero a vida eternamente assim com ele perto de mim,talvez somente os poetas me entendam...Ou as almas amantes desse mundo louco em que vivemos...
"E eu que era triste
Descrente deste mundo
Ao encontrar você eu conheci
O que é felicidade meu amor..."


"
Dizem que tô louco
Por te querer assim
Por pedir tão pouco
E me dar por feliz
Em perder noites de sono
Só pra te ver dormir
E me fingir de burro
Pra você sobressair

Dizem que tô louco
Que você manda em mim
Mas não me convencem, não
Que seja tão ruim
Que prazer mais egoísta
O de cuidar de um outro ser
Mesmo se dando mais
Do que se tem pra receber
E é por isso que eu te chamo
meu amor, meu lugar
Antes de você chegar
Era tudo saudade"

Simplesmente...estou a teus pés e entre tuas mãos como se tudo quisesse alcançar-te Levanta o sol do meu coração
Já não vivo, nem morro em vão
Sou mais eu, porque sou você